PAINEL SOLAR TUBOS VACUO HEAT PIPE  *CERTIFICADO*                        

  Diâmetro do tubo       (mm)

58 mm

  Comprimento do tubo (mm)

1800 mm

  Tipo de Vidro

Boro Silicato

  Espessura do Vidro    (mm)

2 x 1,6 mm

  Material Colector

AL / N / AL

                     Manual Montagem

Vantagens  de um Painel solar tubos de vacuo Heat Pipe
Apresenta boa eficiência com baixa radiação mesmo no inverno
suporta cargas térmicas com mais eficiência do que os colectores planos; atinge elevadas temperaturas, possibilitando a utilização em sistemas de ar condicionado e produção de vapor; colectores de tubos de fluxo directo podem ser montados horizontalmente num telhado plano, providenciando menores perdas térmicas, devido ao vento e menores custos de instalação evitando-se a remoção de material do telhado e mantendo a sua estrutura intacta.


Os tubos de vacuo pertencem à mais recente gama de produtos solares, destacando-se das restantes soluções pela elevada temperatura atingida pelo fluído de trabalho,com eficiência bastante superior aos paineis solares tradicionais, agora com os melhores preços

Paineis solares tubos de vacuo são constituídos por um colector de cobre inserido numa peça única de lã de vidro prenssada dentro de uma estrutura de proteção em aluminio, afim de conservar o calor no qual se da o nome de cabeçote

Tubo de vácuo:
O sistema completo consiste em um tubo de vidro de parede dupla com vácuo entre elas, de um tubo de cobre e um duto de calor que está instalado dentro do tubo de vidro. O cobre conduz calor que absorveu dentro do tubo de vácuo até sua ponta (câmara de irradiação), que é ligada ao cabeçote, onde percorre a água a ser aquecida. O calor é transferido para a água  resfriando o vapor, ocorre a condensação interna, fazendo com que este vapor retorne para a base na forma líquida, reiniciando o ciclo.

Inclui estrutura para terraço com suportes de aplicação em telhado.

PAINEIS SOLARES          PREÇOS           TRANSPORTE E IVA INCLUIDO

680.00 €

980.00 €

COLECTORES                  TUBOS                  58 mm x 1800 mm

20 TUBOS

30 TUBOS

Dimensão Colector

alt. (mm) 1960 1960
larg. (mm) 1650 2560
  Peso Vazio (Kg) 60 81
  Radiação 400/wm2 At 30º (diâmetro) 559W 838w
  Capacidade Colector 1,54L 2,3L
Área do absorsora (m2) 1,621 2,431
Área de abertura (m2) 1,890 2,830
Área total (m2) 3,034 4,530
Temperatura de Estagnação 211 C º

Temperatura maxima de utilização 220 C º

  Tubo Vacuo

Boro Silicato AB-0.95 - EM-0.05

 n0 - Rendimento Óptico   a1 - (Wm2K)   a2 - (Wm2K)&           Performance

n0 = 0,715a1 = 1,55a2 = 0,0117

 

PAINEL SOLAR BAXIROCA AR 20 Transporte e iva incluido           Preço - 1870.00 €

PAINEL SOLAR TUBOS DE VÁCUO AR 20 / AR 30 A gama de colectores solares de alto rendimento foi especialmente desenhada para zonas de baixa radiação e aplicações de água quente a elevada temperatura para sistemas de aquecimento e refrigeração por energia solar. Os tubos de vácuo que compõem estes colectores foram submetidos durante o processo de fabrico a um vácuo interno que minimiza as perdas energéticas por convecção e condução para conseguir a máxima poupança energética. Além disso, cada um dos tubos do colector pode ser facilmente ajustável para assegurar uma óptima orientação que permita o máximo aproveitamento da radiação solar incidente. A gama AR conjuga o excelente desempenho com um desenho vanguardista e tecnológico.

Características técnicas AR 20

Dimensões (mm): 1996 x 1418 x 97 Área bruta (m2): 2,830

Área do absorvedor (m2): 2,00 Peso em vazio (kg): 54,8 Capacidade (l): 3,8

Rendimento: =77,3% K1=1,43 W/m2K K2=0,0059 W/m2K2

Temperatura de estagnação: 286 °C Pressão máxima: 8 bar

Características técnicas AR 30

Dimensões (mm): 1996 x 2127 x 97 Área bruta (m2): 4,245

Área do absorvedor (m2): 3,02 Peso em vazio (kg): 81,4 Capacidade: 5,6

Rendimento: =77,9% K1=1,07 W/m2K K2= 0,0135 W/m2K2

Temperatura de estagnação: 286°C Pressão máxima: 8 bar


Princípios do sistema tubular à vácuo:
 

O principal componente do coletor solar é o tubo de vidro de parede dupla. Sua estrutura consiste em dois tubos concêntricos e transparentes de um tipo especial de vidro, o borossilicato, que na sua cozinha é conhecido como "pyrex", como se sabe, capaz de resistir a altas temperaturas bem como ao impacto de pedras de granizo de até 25 milímetros. O tubo de vidro é revestido com um as mencionadas camadas de, que absorvem e convertem o valor máximo de radiação solar e luz infravermelha em calor, com reduzidas emissões para o meio externo (5%).
 


 
 

Uma camada de bário é usada no fundo do tubo interno. Este elemento absorve ativamente todos CO, CO2, N2, O2 e H20 presentes.


Tubo de vácuo com o tubo de calor de cobre:


Este tipo de coletor obtém eficiência de conversão de 72% da radiação que recebe em plena luz solar brilhante, independentemente do vento ou temperaturas externas congelantes. O desenho ao lado mostra a fase de mudança de estado físico da substância contida no interior do tubo de calor, confeccionado em cobre e contendo uma pequena quantidade de um líquido volátil, formando um sistema fechado, livre da presença de ar ou de outros gases, exceto o líquido volatilizado.

Como a transferência de calor dentro do tubo provém da fervura de líquidos e condensação de vapores, os quais intrinsecamente possuem elevado coeficiente de transferência de calor e porque a quantidade de material que tem para se deslocar de uma extremidade a outra do tubo é muito reduzida, a condutividade térmica efetiva do tubo de calor é muito grande.

Para ilustrar a magnitude destas quantidades, imagine que o tubo de calor está transmitindo um quilowatt utilizando o fluido refrigerante como fluxo de trabalho. O fluxo de massa no interior do tubo de calor seria um pouco menos de 0,5 g / s. Assim, a uma temperatura de 100 ° C, em um tubo 20 mm de diâmetro, isto corresponderia a uma velocidade de vapor de cerca de 2,5 m / s, ou seja, este sistema funciona a uma velocidade próxima de 90 ciclos por minuto.


A diferença na imagem infravermelhos do coletor plano ao lado do coletor de tubos à vácuo. Especialmente sob condições meteorológicas muito frias,  o coletor plano irá irradiar a energia absorvida do sol para a atmosfera, perdendo grande parte da sua eficiência
.